Eu escrevo apenas. Tem que ter por quê?


Confissões
Mais uma versão do encontro

Era noite. E já era bem tarde. Depois de um cinema, as conversas deram espaço a sorrisos, risadas, olhares e confissões. Dois seres humanos pateticamente sozinhos, bom amigos e grandes companheiros perceberam que, enfim, o que todos diziam poderiam sim ter um tanto de verdade. Mas quem daria o primeiro passo? Ele já havia declarado há tempos: não sabia tomar iniciativa. Ela nem sabia como começar algo assim. Era bom, então, as coisas acontecerem naturalmente. Clichê básico e extremo. Mas era assim que tinha que ser. E foi.

Depois de três horas ou mais de "blá, blá, blá", mãos entrelaçadas, olhares que se perdiam e se (re)encontravam a todo instante, sorrisos bobos (antes bobos e sem-graça, naquele momento bobos e apaixonados), a frase, enfim, saiu. Ele já não queria ser assim-assim apenas amigo, queria mais. Ela tinha medo, triste que era, tinha medo de sair da comodidade de sua solidão e investir em algo novo, que sim poderia ser bonito, mas ainda era novo e ela teme novidades...

Depois do tal pedido (que nem foi tão direto e sim algo mais ou menos assim: "se eu te pedir pra namorar comigo?"), ela pede um tempo. Pra pensar, pra rever conceitos, pra perder o medo, pra (re)pensar, pra ter certeza. Ele diz que espera por ela o tempo que for preciso. Daí já é possível imaginar. Mas, para aqueles que ainda não dão espaço aos sonhos, eu explico: uma semana depois, ela diz sim. Sim para o amor que cresceria, sim para as alegrias que compartilhariam, sim para a vida que ela sempre sonhou ter e que não pensava conseguir tão cedo, sim para as tristezas e vitórias do caminho que juntos trilhariam...

Quase dois anos depois, um dia dos namorados juntos (e hoje o segundo), dois aniversários dele, dois dela, um cachorrinho que já é quase um filhinho, planos que não são mais dele ou dela e sim dos dois juntinhos, idéias que os fazem perder o chão, abraços arrebatadores e beijos que selam um só amor, eles se preparam para tomar um passo maior...

(Continua...)

PS: Porque ele me faz bem... :)

PSII: E a Chris pediu para eu contar as "Confissões de um coração a beira do altar" e acho que essa história pode rolar... ;)



Escrito por Sara às 16h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Olhares, vez em quando, substituem palavras...
Sentir, se inspirar, transpirar sentimentos guardados, viver...

Mais: Imagens ao Vento...



Escrito por Sara às 00h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Imagens de um futuro bom

O amor é aquele negócio que dá na gente
Aquele negócio, sabe?
Que aperta, que dói, que fortalece, que inspira
Que transpira todos os sentimentos guardados
É difícil combater
Mas, afinal, quem quer combater o amor?
Não é uma guerra
(só vale se for de travesseiro)
Ninguém vence, ninguém perde
Faz parte do amor:
O sorriso, o olhar, a palavra ao pé do ouvido
A poesia e as prosas ao fim da tarde
O conhecer e o explorar o outro
Se envolver, se jogar
Se reinventar
Agradar e ser agradado
(pode ser com livros e chocolates)
Se perder
E se encontrar logo ali
Logo ao lado

PS: Texto antigo. Sentimento atual e verdadeiro.



Escrito por Sara às 00h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Do que eu já sei

Sei que as coisas acontecem, vez em quando, sem esperarmos. Foi assim desde o primeiro dia e tente entender primeiro dia quando eu e ele tiramos as vendas que tampavam nossos olhos e pudemos perceber que, de fato, o que bastava na vida um do outro para ser feliz era aceitar que poderíamos ser sim um par.
Sei que ele sempre foi meu melhor amigo e a amizade com o tempo só aumentou. Não parou de crescer nem mesmo por um simples momento. Nosso amor, também, cresce de uma forma bem bonita a cada instante.
Sei que os sonhos que eu já tinha, eram pequenos perto daquilo que iremos contruir e daquilo que hoje já passamos juntos e, acredite, são muitas histórias e estórias para contar.
Sei que eu amo. Ele me ama. E que seremos um para sempre...

***

"Pelo nosso amor eu vou orar
Prometo edificar o nosso lar
Enquanto eu respirar..."

***

Faltam 5 meses e mais um tantinho de dias para essa promessa se cumprir...

***



Escrito por Sara às 14h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 20 a 25 anos, Livros, Música



Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Caldeirão da Bruxa
 Caldeirão do Mago
 De ontem em diante...
 Do amor que sinto
 Fatos e Fotos
 Fatos e Fotos II
 Fe-minina
 Futuro do Jornalismo
 Intuindo
 Mais Atitudes
 Mesdre
 Palavras Pequenas
 Persona Non Grata
 Ponto Final
 Segunda à Sexta
 Ultra Sensitive